Mais Recentes

Post Top Ad

Your Ad Spot

sexta-feira, novembro 16, 2018

Crítica - 22 July (2018)

Realizado por Paul Greengrass
Com Anders Danielsen Lie, Jonas Strand Gravli, Jon Øigarden

Produzido pela Netflix e realizado por Paul Greengrass, um cineasta com créditos firmados em Hollywood, “22 July” poderia, efetivamente, ser um daqueles grandes dramas do ano. Mas como geralmente acontece com produtos cinematográficos que representam grandes tragédias reais ou incompreensíveis atos de terrorismo não se pode dizer que estejamos perante um filme memorável. Embora apresente bons valores de produção e tenha um início prometedor, “22 July” falha na hora de prender o espectador e de o educar em relação aos trágicos eventos despoletados por Anders Behring Breivik a 22 de Julho de 2011 na Noruega. Neste dia fatídico, Breivik, consumido pelos seus ideias fundamentalistas cristãos e anti-islâmicos, levou a cabo um grande atentado terrorista com múltiplas vítimas que envolveu um ataque com um carro bomba e um tiroteio num acampamento juvenil na Ilha de Utoya.
Embora exponha com alguma objetividade e numa primeira fase como é que Breivik preparou os ataques e como é que estes decorreram, “22 July” perde-se numa segunda parte demasiado inócua e dada ao melodrama. A forma como acompanha o julgamento de Breivik e a recuperação dos sobreviventes não segue os padrões objetivos, claros e competentes que pautam os primeiros 45 Minutos. Esperava-se um retrato mais sério e até quase documental destas duas importantes fases da história. No fundo não se esperava que entrasse por tantos embelezamentos melodramáticos que, no final de contas, pouco acrescentam à história e apenas ajudam a desmotivar o espectador. Com um pouco mais de descrição e concisão aliada, quem sabe, a um pouco mais de acutilância documental, “22 July” poderia ter contrabalançado uma primeira parte mais ativa e focada na ação, com uma segunda parte bem mais interessante e intensa sob um ponto de vista moral ou humanista. Em vez disso o que nos é proposto é um desenlace pouco convincente ou comovente e, acima de tudo, moralmente e factualmente confuso.

Classificação - 2 Estrelas em 5

Sem comentários:

Enviar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot

Páginas