Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - A Hidden Life (2019)


Crítica - A Hidden Life (2019)
Realizado por Terrence Malick
Com August Diehl, Valerie Pachner, Michael Nyqvist

Em 2019, Terrence Malick regressou às salas de cinema e, uma vez mais, não nos deslumbrou com a mesma intensidade com que o fez com o belo “The Tree of Life”. Nos últimos anos, Malick ficou mais prolífico e tem lançado mais filmes, algo que contraria a sua postura pré-Palma de Ouro (conquistada por "The Tree of Life"), que se pautava por um período laboral mais longo e com lançamentos mais espaçados, aliás basta ver que entre os lançamentos de “The New World” e “The Tree of Life” passaram 5 Anos… Parece que esta mudança de dinâmica prejudicou a sua filmografia, já que os seus últimos projetos não corresponderam às expectativas e “A Hidden Life” não é uma exceção.
Tão tecnicamente intenso como os filmes com os quais conquistou aclamação mundial, “A Hidden Life” denota, no entanto, uma maior aproximação à objetividade e a um estilo dramático com menor requinte. Tal como já é habitual, o desenvolvimento do enredo sofre com a maior atenção dada a elementos visuais e técnicos, mas de todas as obras de Malick, certo é que “A Hidden Life” é aquele que maior tempo dedica ao desenvolvimento objetivo da trama. 
É por isso que comecei por referir que esta obra é bem mais objetiva que os trabalhos passados do cineasta. Isto resulta de uma necessidade, já que o filme explora uma história que precisa efetivamente de um maior contexto objetivo para ser compreendida. E esta acompanha a jornada verídica de Franz Jägerstätter que, em plena ditadura Nazi, revolta-se contra os métodos do Governo e recusa lutar pelos Nazis, algo que claramente não cai bem junto do poder político local e levará Jägerstätter por uma jornada tumultuosa que engloba tortura, privações e ostracização. Este contexto real obrigou Malick a um maior esforço e foco narrativo, mas ainda assim o filme perde-se em elementos que roçam a banalidade e o tornam demasiado simplista. 
Sim, "A Hidden Life" tem um requinte técnico acima da média, mas que mesmo assim está uns furos abaixo ao que Malick já nos apresentou no passado. O seu próximo filme, "The Last Planet", já está a ser preparado e não deverá demorar muito a chegar aos cinemas e, com esse novo projeto, espera-se que Malick regresse à boa forma do passado, até porque o filme, tal como "“The Tree of Life”, lida com fortes questões teológicas! Será portanto um regresso de Malick a um tema que já lhe trouxe muitas alegrias, mas por tudo o que dissemos trata-se também de um regresso calculado e necessitado!

Classificação - 3 Estrelas em 5

Publicar um comentário

0 Comentários