Full width Top advertisement

As Nossas Críticas

Notícias

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - White Boy Rick (2018)

Crítica - White Boy Rick (2018)
Crítica - White Boy Rick (2018)
Realizado por Yann Demange
Com Matthew McConaughey, Richie Merritt, Bel Powley

Mal foi anunciado, “White Boy Rick” foi tido como um possível candidato aos Óscares. Tratava-se, afinal de contas, de um filme inspirado na curiosa história real de Richard Wershe Jr., um jovem traficante que, em meados da década de oitenta, quando tinha apenas 14 anos, tornou-se num informante da polícia, atividade que passaria a exercer em paralelo com a sua atividade criminosa, aliás, Rick foi durante anos um dos maiores traficantes de drogas de Detroit! Mas quando tinha apenas 17 anos, a sua vida dupla foi desmascarada e a polícia deixou de lhe oferecer imunidade, pelo que acabou por ser condenado a prisão perpétua por vários crimes cometido.
Embora a sua base tenha um claro potencial, “White Boy Rick” destaca-se pela negativa como um filme lento e banal que se revela, acima de tudo, uma oportunidade desperdiçada.  É pena, mas não se pode dizer que tenha feito justiça à sua base real, nem que tenha conseguido atrair o público para a história de Richard que, antes de ser um criminoso, foi uma vítima do sistema. É fácil de compreender o porque de “White Boy Rick” não ter chegado aos Óscares, como é fácil de compreender onde e como o filme falhou, sendo, como já referenciado, fácil de atacar um enredo que não teve iniciativa nem brilho na hora de enfrentar as principais questões levantadas pela história real. 

Classificação - 2 Estrelas em 5

Sem comentários:

Publicar um comentário

Bottom Ad [Post Page]