Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - Promising Young Woman (2020)

Crítica - Promissing Young Woman (2020)

Realizado por  Emerald Fennell.

Com Carey Mulligan, Bo Burnham, Alison Brie


Todos anos há, pelo menos, um filme peculiar que se destaca e consegue uma presença significativa nos Óscares. Já poucas dúvidas tenho que para a época de prémios de 2021 essa posição peculiar de destaque pertencerá a "Promising Young Woman". Trata-s de uma sublime comédia negra com toques de thriller criminal que nos leva a explorar a estranha história de Cassie (Carey Mulligan), uma mulher com muitos traumas do passado que frequenta bares quase todas as noites e finge um estado de embriaguez de forma a atrair homens mal intencionados e ensinar-lhes uma lição. A sua rotina altera-se quando conhece um homem que reaviva os traumas do seu passado e isto faz com que Cassie inicie uma jornada de vingança que terá consequências muito negras....

Este filme marca a estreia como realizadora da atriz e autora Emerald Fennell. E que estreia, já que "Promising Young Woman" é um filme avassalador em todos os sentidos. É certo que começa de forma lenta e misteriosa, mas com o final do seu primeiro ato começamos a compreender o seu grande objetivo e a seu grande mensagem. Trata-se de uma obra com uma profunda mensagem feminina muito poderosa que pega num tema dilacerante da sociedade norte-americana e não só (abusos sexuais em contexto universitário) para dar mote a uma história que promove a discussão sobre a posição das mulheres (e da sua palavra) na sociedade contemporânea.

É justo afirmar que  "Promising Young Woman" é um filho do Movimento MeToo e, embora aposte numa luta mais indireta na sua luta contra o sexismo, certo é que consegue passar com todo o seu humor negro e sequências bizarras uma mensagem muito forte. Entre as armadilhas que Cassie monta a homens que só pretendem aproveitar-se de mulheres, passando também pelos fortes diálogos repletos de moralidade que Cassie tem com pessoas que contribuiriam para o seu trauma passado,  "Promising Young Woman" está repleto de pérolas narrativas que valem a pena ser apreciadas.

Sim, Cassie é uma psicopata, cujas ações com o aproximar do final do filme vão cada vez tornando-se mais questionáveis, já que ela entra claramente numa onda impura de vingança. Mas certo é também que esta personagem nunca perde toda a moralidade e, mesmo no auge da sua obsessão pela vingança, consegue ter momentos de lucidez que exprimem a impotência e a injustiça que muitas mulheres vítimas de crimes sexuais sentem na pele. 

É claro que se deve sempre confiar na justiça, mas esta obra vai mais além e mostra os últimos recursos do desespero e, sem nunca justificar tais ações, acaba por conseguir contextualizá-las numa mensagem importante que visa dar voz às vítimas de abuso. No final, "Promising Young Woman" acaba mesmo por colocar o castigo do principal vilão da história nas mãos da justiça, mas fá-lo de uma forma bizarra e curiosa que culmina numa reviravolta sublime e deliciosa. A certa altura, o enredo deixa-nos em baixo com um certo desenvolvimento dramático, mas nos últimos cinco minutos devolve uma certa adrenalina ao espectador e confere a um grande filme um grande final com uma forte justiça poética...Nenhum outro final seria mais adequado....

Para além de um enredo excelente, "Promising Young Woman" beneficia ainda de um elenco de alto nível, onde se destaca a incrível Carey Mulligan que, uma vez mais, tem uma grande performance e dá uma nova vida a esta obra. Mas há outros detalhes deliciosos, como por exemplo uma banda sonora pop que se enquadra na perfeição no seu estilo diferente e alternativo. É difícil encontrar algo que não tenha um destaque positivo e talvez por isso considere que estejamos perante um candidato certo aos Óscares....


Classificação - 5 Estrelas em 5

Publicar um comentário

1 Comentários

  1. Ai de um homem falar mal desse filme! Será chamado de "apoiador de estupro"...

    ResponderEliminar