Crítica - RRR (2022)

RRR

Realizado por S. S. Rajamouli

Com N. T. Rama Rao Jr., Ram Charan, Ajay Devgn


"RRR" tem sido uma das grandes surpresas da época de prémios deste ano. Trata-se de uma super produção indiana que junta elementos clássicos do cinema indiano com o estilo comercial dos blockbusters norte-americanos. Esta amalgama de estilos e feitios cinematográficos deu origem a um épico de quase três horas onde não falta drama, humor, ação, romance e números musicais ao bom estilo bollywood. 
Se já viu outras grandes super produções indianas sabe que estas primam pelo exagero e pelo diminuto realismo, sobretudo nas sequências de ação. "RRR" não foge à tradição e apresenta também múltiplas sequências de ação onde o exagero impera (superando até a impossibilidade das sequências clichés de ação dos grandes blockbusters americanos), mas mesmo perante tanto exagero conseguimos encontrar alguns méritos e até várias diferenças positivas face a produções indianas similares. Por exemplo, "RRR" revela um maior requinte visual e um maior cuidado na coordenação de tais sequências. Estas já não aparentam tanto amadorismo, mas sim um maior nível técnico que confere algum crédito extra às doses de ação em detrimento de um elemento mais risível. 
Parece também que os criadores de "RRR" adotaram uma atitude de maior constrição perante o amor da sua cultura cinematográfica pelo exagerado e pelo extravagante. Embora fiel ao estilo espampanante do cinema indiano, "RRR" tem um tom mais sóbrio do que o habitual e até os números exóticos de bollywood foram reduzidos ao essencial. Pode parecer que se tentou retirar a identidade do cinema indiano a "RRR", mas acredito que a palavra chave na direção criativa e estética do filme foi moderação. E talvez por isso, "RRR" esteja a voar tanto alto e sobressaia como um filme que, sem deixar cair na sua generalidade a tradição e o estilo característico do cinema indiano, conseguiu agradar e chegar a um maior leque de pessoas. E uma vez mais não estamos a apelar à generalização do cinema ou ao desaparecimento da identidade cultural própria de cada país. Os filmes excêntricos do cinema indiano devem continuar a ser feitos, mas é notório que os criadores de "RRR" quiseram fazer um filme indiano diferente que, sem deixar cair a tradição, conseguiu se tornar num épico e, quem sabe, numa grande alavanca do cinema indiano para outros mercados.
E quando e onde poderá ver este filme? "RRR" já está disponível na Netflix em alguns países, como o Brasil ou Estados Unidos, e, após as nomeações aos Óscares, está agora disponível em Portugal no mesmo serviço.

Classificação - 3 Estrelas em 5

Enviar um comentário

0 Comentários