Ticker

6/recent/ticker-posts

Pior Filme do Ano? Após Receber 2 Nomeações aos Globos de Ouro....Music Foi Completamente Trucidado Pela Crítica. A Nossa Análise à Polémica...E Ao Filme

Pior Filme do Ano? Após Receber 2 Nomeações aos Globos de Ouro....Music Foi Completamente Trucidado Pela Crítica. O Que Achamos?

Já ouviu falar de "Music"? Já em 2020 deu muito que falar, afinal de contas estamos a falar do projeto de sonho e o projeto de estreia no cinema de Sia. Este até podia ser o seu projeto de sonho, mas Sia passou por um autêntico pesadelo para conseguir concretizá-lo e mostrá-lo ao público.  Após ter enfrentado graves problemas de pré e pós produção, Sia conseguiu finalmente agendar a sua estreia para 2020, mas eis que outro azar bateu-lhe à porta...a Pandemia Covid-19. Uma vez mais, a estreia de "Music" foi adiada....

Mas o início de 2021 até correu bem à famosa cantora, já que mesmo antes de ser lançado no Streaming nos Estados Unidos da América em Fevereiro (PrimeVideo, Fandango e Vudu), "Music" conquistou duas nomeações aos Globos de Ouro, sendo que uma delas foi na categoria de Melhor Filme - Comédia ou Musical...É claro que esta situação causou estranheza junto da imprensa, isto porque até essa altura, "Music" estava a ser completamente ignorado pela época de prémios...e com alguma razão de ser. A imprensa que teve oportunidade de o ver antecipadamente não se mostrava nada empolgada e até chegou a insinuar que o mesmo poderia estar entre os piores do ano. Publicações como o New York Post, a Empire Magazine, o New York Times, o IndieWire, o Hollywood Reporter, a Variety e a Vanity Fair foram unânimes nas suas pesadas críticas e ficaram, claro está, espantados com a sua nomeação para um prémio tão importante.

Como se sabe, "Music" acabou por não conquistar nenhum Globo de Ouro. Até porque por esta altura já tinha chegado ao streaming e, como se esperava, o público também reagiu muito mal a este mediano musical que, recordamos, segue a jornada de Zu (Kate Hudson), uma jovem de espírito livre que, de repente, torna-se na única guardiã da sua meia-irmã, Music (Maddie Ziegler), uma adolescente com autismo. A classificação de apenas 3,1 no IMDB coloca-o como um dos filmes piores cotados do ano e até dos últimos dez anos. O voto do público alinha-se portanto com o voto da imprensa. 

Embora 2021 tenha começado bem para Sia, certo é que o descalabro que o filme enfrenta ameaça transformá-lo num ano de pesadelo. E a juntar às péssimas críticas somam-se também várias controvérsias. A mais mediática prendeu-se com o facto de Sia ter escolhido Maddie Ziegler para interpretar uma criança com autismo, não dando assim a possibilidade a atores autismo para assumir a personagem. A cantora explicou que optou por dar o papel a Ziegler, uma colaboradora sua já de longa data, porque tinha pouco tempo para filmar e confiava plenamente em Ziegler....Referiu ainda que fez alguns castings a atores com autismo, mas não conseguiu encontrar o que procurava. Sia defendeu ainda que, após as pessoas verem o filme, iriam compreender que o tema do autismo é tratado de forma correta e que Ziegler interpreta a personagem autista na perfeição...

As palavras de Sia certamente se viraram contra ela. A polémica não acalmou e, quando as pessoas viram o resultado final, acabaram por não lhe dar razão, muito pelo contrário. E há que dar razão aos grandes críticos, porque efetivamente "Music" é um fiasco em toda a linha....E sim salvam-se as belas músicas que Sia compôs, mas tudo o resto é um desastre atroz. A começar pela performance de Maddie Ziegler, a jovem artista tão elogiada por Sia antes do lançamento do filme.

Há uma famosa quote da comédia "Tropic Thunder", onde a personagem interpretada por Robert Downey Jr. diz à personagem de Ben Stiller que, um ator, nunca pode correr o risco de, ao interpretar uma personagem, entrar num modo "full retarded". Esta sequência é já icónica e é facilmente aplicável à interpretação de Ziegler. A sua Music era uma personagem complexa, mas a representação de Ziegler assume uma vertente ofensivamente jocosa que expõem ao ridículo a personagem....e como consequência leva para o campo do exagero, do desrespeito e da piada um tema tão sério como o autismo. Ziegler não teve capacidade para a personagem e acaba por se tornar no rosto do desastre que é este filme..

Não é só a sua performance que é desastrosa. Todo o filme é uma confusão. As sequências musicais são péssimas, o argumento não faz grande sentido, as personagens não têm qualquer profundidade e o tema sério do autismo e das dificuldades inertes a esta condição são completamente banalizadas.

Feitas as contas, "Music" demorou cinco anos a ser completado e o desastre já se adivinhava, até porque Sia não tinha grande experiência como realizadora. Mas nem no pior dos cenários se poderia antever um filme tão descabido como este que, ainda assim, foi considerado pela HFPA como um dos cinco melhores filmes de comédia e musical do último ano.....

Publicar um comentário

0 Comentários