Full width Top advertisement

As Nossas Críticas

Notícias

Post Page Advertisement [Top]

Crítica - Marriage Story (2019)

Crítica - Marriage Story (2019)

Realizado por Noah Baumbach
Com Scarlett Johansson, Adam Driver

A Netflix está em grande em 2019 e, após apresentar a candidatura aos Óscares com "The Irishman", apresenta-nos outro filme que se mostra bem capaz de brilhar na Época de Prémios. Trata-se do mais recente projeto de Noah Baumbach, cineasta conhecido por pérolas indie como "Frances Ha" (2012) ou "Greenberg" (2010), que optou por trocar o circuito indie pelo gigante comercial Netflix para dar vida a um dos seus filmes mais significativos.
Embora seja uma grande aposta de uma plataforma comercial, "Marriage Story" mantém a identidade indie (quase próxima a Woody Allen) que tem caracterizado a filmografia de Baumbach, tanto é que é não é difícil não encontrar paralelismos entre esta sua obra e outro dos seus maiores sucessos: "The Squid and the Whale", o filme que lhe valeu a sua única nomeação, até ao momento, aos Óscares (Melhor Argumento Original).
A sua história explora a jornada  que Nicole (Scarlett Johansson) e  Charlie (Adam Driver) enfrentam durante o seu longo e complexo processo de divórcio. Embora inicialmente relutantes em contratar advogados para tratarem do processo de divórcio, ambos acabam mesmo por enveredar pela via judicial quando percebem que os seus objetivos individuais são incompatíveis com um processo amigável, algo que acaba por despontar uma enorme guerra entre ambos apesar de no fundo ambos se respeitarem e querem o melhor para ambos e sobretudo para o filho de ambos.





O enredo de "Marriage Story" destaca-se como uma sublime representação dos problemas e complexos que rodeiam o processo de divórcio.  Sem entrar em vilanizações de uma das partes, como faz por exemplo o clássico "Kramer Vs Kramer",  "Marriage Story"mostra como até um casal aparentemente perfeito e com respeito mutuo cede às pressões do egoísmo e dos objetivos próprios, enveredando assim pela via mais negra do processo litigioso de divórcio. No fundo não estamos perante uma obra que retrata o processo judicial em si, mas sim um filme que explora a desconstrução de uma relação e que expõem a essência dramática, Humana e emotiva que envolve todo o processo de separação de um casal.
Graças a brilhantes diálogos magistralmente filmados, "Marriage Story" explora todos os altos e baixos deste final de relação e apela ao nosso lado Humano. Embora com certos pontos mias exagerados, muito do que é retratado no filme acaba por se conseguir transportar facilmente para a vida real. O que acontece com os protagonistas é, no fundo, o que acontece com boa parte dos casais que se decidem separar não por já não gostarem da outra pessoa, mas sim porque querem viver a vida de uma forma diferente, dando assim privilégio ao bem estar e a ambição pessoal em detrimento da felicidade conjugal. 
É esta soberba desconstrução Humana que acaba por sobressair no contexto deste belo projeto, onde uma vez mais os tradicionais conceitos de família, de amor e de consideração são postos à prova e colocados numa correlação direta com a realidade dos nossos dias- O que é descrito no filme não é uma mentira ou uma ficção, é sim um retrato de um novo paradigma ideológico, comunitário e geracional que tende a cada vez ser mais prevalente. A ideia Disney de "Viveram Felizes Para Sempre" é ainda uma realidade e é uma das ideias em cima da mesa nesta obra, mas a "Vida Feliz" não tem necessariamente que ser presa a uma relação matrimonial.....


Classificação - 4,5 Estrelas em 5

Sem comentários:

Enviar um comentário

Bottom Ad [Post Page]