Ticker

6/recent/ticker-posts

Crítica - The Woman in the Window (2021)

Amy Adams Protagoniza The Woman In The Window, Thriller Inspirado nas Obras de Hitchcock

Realizado por Joe Wright

Com Amy Adams, Gary Oldman, Julianne Moore



Custou milhões à Netflix, mas será que o investimento valeu a pena? A Netflix tem vindo a apostar cada vez mais na produção de filmes originais, mas também tem jogado em outros tabuleiros de forma a reforçar o seu catálogo de filmes e séries. Uma dessas apostas alternativas tem sido na aquisição de direitos exclusivos de exibição de grandes produções. Num passado recente "comprou" filmes como "News of the World" ou "Love & Monsters" e, como se sabe, também tentou comprar "Godzilla vs Kong". No fundo, a Netflix, tal como outras plataformas de streaming, tentam aproveitar a instabilidade do mercado junto para conseguirem bons negócios que também podem beneficiar os produtores dos filmes que, assim, podem reaver o investimento sem terem que arriscar lançar os seus projetos nos cinemas.
Foi esta estratégia que levou "The Woman in the Window" até à Netflix. Esteve perto de chegar aos cinemas (portugueses e globais) sob a chancela da 20th Century Fox/ Grupo Disney, mas desde cedo se percebeu que os seus produtores não depositavam grande fé num sucesso comercial e, por isso, preferiram vendê-lo à Netflix que, assim, juntou ao seu já vasto catálogo um filme com um grandioso elenco e que, no papel, tinha tudo para resultar....sobretudo no mundo do streaming.
Esta é uma adaptação do best-seller de A.J. Finn. Inspirado nas obras de Alfred Hitchcock, a história centra-se numa psicóloga que sofre de agorafobia e passa então os seus dias dentro de casa, bebendo, socializando apenas a espaços e espiando a vida dos seus vizinhos. Porém, ela acaba por ser testemunha de um crime, só que ninguém acredita nela.
Realizado por Joe Wright, "The Woman in the Windows" conta com Amy Adams, Gary Oldman e Julianne Moore no seu elenco, mas o filme acaba por não fazer justiça a este elenco de luxo. São óbvias as influências das filmografia de Hitchcock e das histórias que o inspiraram. Vem-nos sobretudo à cabeça o clássico "Rear Window"/ "Janela Indiscreta", já que à várias similaridades entre estas duas obras. Mas comprar o clássico de Hitchcock a esta produção moderna é quase um insulto para um dos melhores filmes de sempre de Hollywood.  
Embora Amy Adams se esforce, o enredo de "The Woman in the Window" nunca puxa devidamente pelas suas capacidades. Nem mesmo o experiente realizador Joe Wright conseguiu elevar ou até ter mão numa história que começa com alguma noção de sagacidade, mas que acaba por desabar numa montanha de clichés e numa conclusão fria e denunciada. Quem já viu centenas de filmes do género (até mesmo o clássico que lhe serve de inspiração) já saberá para onde o filme evoluirá...E os seus criadores poderiam aproveitar esta ideia para surpreender por completo e ir por uma direção completamente diferente, mas acabam mesmo por seguir o rumo mais previsível e o resultado está à vista...
Embora promissor não é, de todo, um filme que cumpra as expectativas.  Hitchcock poderia (e deveria) ter inspirado um filme bem mais interessante que fizesse justiça à sua criatividade e, sobretudo, ao seu icónico estilo. 

Classificação - 2 Estrelas em 5

Enviar um comentário

0 Comentários