Os Melhores Filmes de 2022

Foram milhares os filmes que, em 2022,chegaram a Portugal,seja pela via tradicional das salas e cienma, seja pelo streaming ou pelas dezenas de festivais que se realizaram no nosso país. Como já é tradições chegou a altura de selecionar aqueles que, para o Portal Cinema, foram os  melhores filmes do ano.


Belfast

É certo que é um filme de 2021, mas só chegou a Portugal em Fevereiro de 2022, tendo sido um dos últimos grandes candidatos aos Óscares a chegar às salas de cinema. Pode não ter ganho o Óscar de Melhor Filme, mas o Óscar de Melhor Argumento Original é uma prova da sua qualidade. Tão dramáticamente poderoso como emocionalmente imprevisível, "Belfast" é, sem dúvida, um drama cheio de força e vitalidade que, numa época em que o Brexit reabriu velhas feridas na Irlanda do Norte, conquista um novo espaço de referência e interesse. Para além de uma direção intimista, de um enredo avassalador e de uma banda sonora eclética liderada pelas sonoridades de Van Morrison, "Belfast" conta também com um elenco de excelência (sim, até Jamie Dornan). 


O Menu

Pode inicialmente aproximar-se de uma comédia ao estilo de "O Triângulo da Tristeza" ou até mesmo de um drama na onda de "Happy End", mas "O Menu" acaba por se revelar um inesperado filme de terror que nos satisfaz pela sua imprevisibilidade...e por isso mesmo convém não revelar muito mais porque este é um daqueles filmes que merece ser apreciado sem muito informação prévia. E acredite, O Menu" vale a pena a aposta.

"Triângulo da Tristeza" é o sexto filme de Ruben Östlund, conhecido pelos seus retratos bem-humorados e exactos do comportamento social humano, e a sua segunda Palma de Ouro no prestigiado Festival de Cannes. Uma obra única e bizarra que, sem dúvida, surge como um retrato abstracto no meio de tantos projetos clássicos e, precisamente por isto, destaca-se com tanto vigor. 


Drive My Car

Baseado no celebrado conto homónimo de Haruki Murakami, um dos autores japoneses mais celebrados da sua geração, "Drive My Car" foi o filme surpresa da época de prémios passada, nomeadamente dos Óscares, onde conquistou o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro. Também chegou a Portugal algo "tarde", mas cumpriu e fez o mesmo que noutros mercados, ou seja, deixou a sua marca positiva no calendário cinematográfico. 


Nitram

Seleção oficial do Festival de Cannes em 2021, "Nitram" foi uma das surpresas do ano em Portugal. Quase um ano após a sua estreia em França, esta obra de Justin Kurzel lá chegou aos nossos cinemas e...passou despercebida. Mas este é, sem dúvida, um filme merecedor de toda a atenção.


Os Inocentes

Realizado por Eskil Vogt, cineasta norueguês que é mais conhecido pelo seu trabalho de guionista em obras como o aclamado "The Worst Person in the World" ou no filme de terror "Thelma", "The Innocents" apresenta uma trama muito curiosa e acabou por sobressair como um dos melhores filmes de terror do ano. 


Os Fabelman

"Os Fableman" vale o bilhete pelo vislumbre que nos dá sobre o génio e a instigação criativa de Spielberg.  Quem gosta de cinema ou quem sofre pela sua arte certamente se reverá nos passos e na jornada de Sammy/Spielberg. E mesmo na hora de contar a sua história, Spielberg não se perdeu em narcisismos e prestou também uma homenagem à sua família e à sua herança, sem as quais teria chegado onde chegou hoje. 

Entre Facas e Segredos 2

"Entre Facas e Segredos 2"| "Glass Onion: A Knives Out Mystery" deve sempre ser encarado com um sucesso. O elenco é sólido, assim como a história. Rian Johnson também volta a mostrar a sua mestria e prova que a Netflix acertou em cheio ao apostar muitos milhões numa saga dedicada a este produto. 


Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo

É curioso e bizarro, podendo ser a grande surpresa dos Óscares em 2023, sobretudo na categoria de Melhor Filme. "Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo" | "Everything Everywhere All at Once" tem acumulado distinções nos Estados Unidos e, recentemente, o New York Times fez questão de o apontar ao título principal dos prémios da Academia. Ao misturar drama, comédia e ficção científica, sendo quase uma espécie de Dr Strange indie, esta obra de  Daniel Kwan e Daniel Scheinert conta-nos uma história fantástica que desafia até os melhores produtos da Marvel ou DC. 


Barbarian 

Parecia um tiro no escuro, mas saiu a sorte grande à 20th Century Studios com "Barbarian", obra indie protagonizada por Bill Skarsgård e realizada por Zach Cregger. Já considerado um dos melhores filmes de terror de 2022, "Barbarian" está já disponível em Portugal no Disney+.


O Acontecimento

Terminamos com "O Acontecimento", filme francês que conquistou o Festival de Veneza em 2021 e que acabou por não brilhar tanto como seria expectável. Em todo o caso é de facto uma obra de luxo e um dos melhores dramas do ano. 

Enviar um comentário

0 Comentários