Crítica - [REC] 4: Apocalypse (2015)

Realizado por Jaume Balagueró
Com Manuela Velasco, Héctor Colomé, Mariano Venancio

As duas primeiras entregas de "[REC]" conquistaram a atenção de Portugal e da Europa, tornando assim este competente franchise espanhol de cariz zombie/viral num inesperado mas justo sucesso comercial. A sua popularidade chegou até a Hollywood, que aproveitou o estilo particular de "[REC]" para desenvolver um remake americano que falhou redondamente em todas as vertentes, principalmente porque nada se poderia comparar às surpresas e à qualidade indie do produto original. 
As duas últimas entregas de "[REC]" já não seguiram os passos inovadores e criativos dos dois primeiros filmes e o resultado foi um enorme declínio na popularidade e qualidade do franchise, cuja quarta entrega passou quase despercebida ao mundo. E compreende-se porque é que tal aconteceu. A triste realidade é que "[REC] 4: Apocalypse", a aparente entrega final desta saga, é um suplicio de ver, sendo uma completa afronta às nobres primeiras entregas de um franchise que merecia um final muito superior. 


Pelos vistos as boas ideias e intenções terminaram em "[REC] 2" (2009). Se já "[REC] 3: Genesis"  (2012) demonstrou  uma distância qualitativa notória em relação aos primeiros filmes,  "[REC] 4: Apocalypse" supera o seu antecessor pela negativa e rompe com todos os elementos positivos que fizeram de  "[REC]" um êxito. No melhor dos cenários pode-se aliás definir esta produção final como um produto francamente aborrecido e banal, cujo conteúdo previsível nunca consegue puxar pelo espectador.
E tal conteúdo fraco e banal volta a ter como principal interveniente a jovem repórter televisiva Angela Vidal que, após ter sobrevivido aos ataques em Barcelona, é levada para uma instalação provisória de alta segurança, onde tem de ficar em isolamento por vários dias. O que os médicos do local não sabem é que Angela tem no seu interior o demónio que deu origem aos surtos de zombies que ameaçam dizimar Espanha e o Mundo. O maior defeito de  "[REC] 4: Apocalypse" é que, pese embora esta premissa indicar coisas melhores, aquilo que realmente nos é oferecido peca em tudo aquilo que tornou o franchise num êxito. Não há real terror nem tensão, mas acima de tudo não há inovação. O resultado final é portanto um filme sem valor que mancha um franchise que, repito, deveria e merecia ter terminado em alta.

Classificação - 1,5 Estrela em 5

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial