Pérolas Indie - Bel Ami (2012)

Realizado por Declan Donnellan e Nick Ormerod
Com Christina Ricci, Robert Pattinson, Uma Thurman
Género – Drama/ Romance

Sinopse – A história de Georges Duroy (Robert Pattinson), que viaja através da década de 1890 em Paris, desde sótãos repletos de baratas até salões de beleza luxuosos, usando a sua inteligência e poder de sedução para subir da pobreza à riqueza, do abraço de uma prostituta aos encontros apaixonados com as mulheres mais belas e ricas, num mundo onde a política e os media disputam influência, onde o sexo é poder e ser uma celebridade é uma obsessão.

Crítica – Um dos melhores romances de Guy de Maupassant, “Bel Ami”, está na base do enredo deste homónimo filme dramático que infelizmente não é tão controverso ou detalhado como a sua famosa base literária. A libertina e meteórica ascensão de Georges Duroy, da mais baixa das classes sociais até à elite da sociedade francesa, tem o seu interesse mas foca-se em demasia nos inúmeros casos sexuais que ele vai tendo com várias aristocratas ou mulheres influentes, não sendo desta forma abordada com a devida atenção e cuidado a indiscutível falta de senso moral e os escandalosos contrastes socioeconómicos que tão bem caracterizam a sociedade francesa do final do Século XIX/ início do Século XX, dois temas que são extensivamente analisados por Guy de Maupassant nos seus vários contos e romances. As relações que Duroy inicia e mantém com Clotilde de Marelle (Christina Ricci), Madeleine Forestier (Uma Thurman) e Virginie Walters (Kristin Scott Thomas) demonstram bem a sua ambição desmedida e o seu desejo em se tornar num homem semelhante àqueles que idolatra, no entanto, nenhum destes conturbados relacionamentos faz jus à fama lasciva do livro, muito pelo contrário, todas as suas cenas românticas e sexuais são demasiado curtas e inocentes, acabando assim por diminuir um pouco a intensidade erótica e romântica do filme. A sua trama tem os seus altos e baixos, mas felizmente é apoiada por uma fantástica vertente visual/ técnica onde encontramos um estiloso e característico guarda-roupa, uma bela fotografia e vários cenários historicamente fieis. Os seus realizadores, Declan Donnellan e Nick Ormerod, souberam controlar os seus aspectos técnicos e até lhe conferiram um refinado e sombrio ambiente que se adequa à narrativa, mas infelizmente não souberam abordar com a devida atenção as questões socio-filosóficas da trama e cometeram o erro de restringir em demasia o seu lado erótico e controverso. No elenco de “Bel Ami” encontramos Robert Pattinson, um actor razoável que não nos oferece uma performance fenomenal mas que até tem um desempenho satisfatório que o afasta da “Twilight Saga” e que realça as suas potencialidades artísticas. Christina Ricci, Kristin Scott Thomas e Uma Thurman também não estão mal como três damas que são seduzidas por Duroy (Pattinson), muito embora, Thurman não tenha o perfil mais adequado para dramas de época. É verdade que “Bel Ami” ficou um pouco aquém das expectativas, mas não deixa de ser um razoável drama sobre a luxuria e ambição.

Classificação – 3 Estrelas em 5

1 comentários:

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial