Love - Afinal o Sexo Não Vende. O Clássico Problema De Não Ser Suficientemente Polémico e Sexualmente Explícito Para os Mercados

O polémico drama erótico "Love", de Gaspar Noé, que este ano já motivou um certo burburinho no Festival de Cannes, está a ter dificuldades em arranjar uma ampla distribuição internacional, isto porque não se trata nem de um filme pacífico nem de um filme demasiado polémico, ou seja, encontra-se num pouco atrativo meio termo que não tem chamado a atenção dos mercados. É verdade que "Love" já foi classificado como um projeto polémico devido às suas explícitas cenas de sexo, mas o problema é que tais sequências pouco consensuais não rivalizam, nem de perto, com a brutalidade sexual de filmes ainda mais polémicos mas muito mais apelativos para um público mais curioso, como " A Serbian Film" ou o recente "Nymphomaniac" que, recorde-se, até teve uma ampla distribuição mundial devido, em parte, à atenção mediática que o seu polémico realizador, Lars Von Trier, criou quando comentou e mostrou breves trechos das suas imponentes sequências de sexo puro. 
Já "Love", que nem sequer é o filme mais polémico da carreira de Noé, não conseguiu montar a mesma máquina publicitária de "Nymphomaniac" devido à sua maior simplicidade e ligeira descrição, ainda assim, "Love" já tem distribuição assegurada em certos mercados importantes, como a França, onde até já estreou com uma classificação etária de apenas 16 Anos e onde tem sido bem recebido, apesar de não ter tido uma distribuição tão ampla como filmes menos independentes. O filme também será lançado nos Estados Unidos e no Reino Unido, onde se espera que tenha uma distribuição muito limitada, tal como na Holanda e no Brasil, tudo isto porque se trata de um filme que as distribuidoras consideram de alto risco, já que é polémico mas não consegue ser tão polémico e sexualmente explícito ao ponto de gerar a sua própria publicidade. Para já, "Love" deverá estrear em Fevereiro de 2016 em Portugal que, recorde-se, exibiu "Nymphomaniac" sem o aparato promocional esperado e permitiu a exibição de "A Serbian Film" no FantasPorto, isto antes do filme ser proibido em múltiplos mercados internacionais. Em "Love" seguimos a história de Murphy (Karl Glusman), um jovem que leva uma vida aborrecida com a sua esposa, mas que para fugir ao tédio começa aos poucos a lembrar-se da antiga namorada e dos momentos picantes que viveram juntos.

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial