Crítica - The Lazarus Effect (2014)

Realizado por David Gelb 
Com Mark Duplass, Olivia Wilde, Evan Peters 

Reza a Bíblia que um dos grandes milagres protagonizados por Jesus Cristo deu-se quando conseguiu ressuscitar um homem chamado Lázaros. É a esta história religiosa que "The Lazarus Effect" vai buscar o seu nome, embora na base da sua premissa não esteja nenhuma mensagem cristã ou espiritual, mas sim uma ideia com potencial que promove a base de um filme de zombies mas com a peculiaridade de não ser protagonizado por nenhum zombie propriamente dito. O potencial até pode estar lá, mas "The Lazarus Effect" não cumpre as expectativas ou promessas e acaba por entregar um filme de terror sem pica e insipido que não faz qualquer justiça ao seu esperado potencial. 


No filme seguimos um grupo de investigadores que descobrem uma forma de devolver vida aos mortos através de um soro especial. Quando Zoe, uma das investigadoras, sofre um trágico acidente, o seu marido Frank, também ele um investigador, dá-lhe o soro e ressuscita-a, mas tal ação trará drásticas consequências quando Zoe começa a ter comportamentos estranhos. Esta premissa tinha tudo para, pelo menos, originar um filme de terror razoável com uma certa dose de criatividade pelo meio, mas o resultado final é tudo menos criativo e curioso. A sua maior falha é a ausência latente de terror ou tensão. É estranha esta ausência porque, pelas vias da temática sobrenatural ou científica, "The Lazarus Effect" poderia puxar facilmente pelo suspense ou pelo terror, mas toda a intriga desenvolve-se sob a égide de um espirito de elevada previsibilidade e nenhuma surpresa que danifica, como é óbvio, todo o potencial e objetivo deste projeto que, apenas e só pela leitura da sua premissa, parece prometer muito mais do que aquilo que acaba por entregar. É pena que assim seja, quer pelo potencial que teria para prender o público, quer pela presença de um elenco competente, mas o que é certo é que "The Lazarus Effect" fica muito aquém do esperado porque, entre elementos clichés e soluções sem nenhuma criatividade, pode apenas ser classificado, no máximo, como um filme de terror bastante mediano. 

 Classificação - 1,5 Estrelas em 5

1 comentários:

  1. "O Efeito Lazarus" é daqueles filmes de terror que quase não existe terror, o suspense também é quase inexistente.
    "The Lazarus Effect" (título original) ofereceu um twist interessante e que me surpreendeu, mas isso não salvou o filme de ser apenas razoável.
    2*
    Cumprimentos cinéfilos.
    Frederico Daniel.

    ResponderEliminar

 

Descontos Em Bilhetes de Cinema

Crítica da Semana


Membro Oficial

Membro Oficial